Corrida e Caminhada Feminina Alphaville será dia 17 de março 2019

2ª Corrida e Caminhada Feminina Alphaville será dia 17 de março 2019


A segunda edição da Corrida e Caminhada Alphaville acontece no dia 17 de março, domingo, das 8h às 12h, no estacionamento do Center IV do Alphaville Centro Comercial.

O evento foi criado no ano passado para marcar o Dia Internacional da Mulher – comemorado em 8 de março – e para homenagear empresárias e profissionais que atuam no Alphaville Centro Comercial. Elas estão à frente de cerca de 50% dos empreendimentos no local. Aberta ao público da Grande Beagá, a competição deve receber cerca de 200 mulheres, entre moradoras, grupos de corrida de Belo Horizonte e atletas de todas as idades.

As corredoras podem optar por duas distâncias: 6K e 11K, que integram trechos de asfalto e trail run. Já o percurso de caminhada será de 3k.A novidade deste ano é a Corrida Kids, na qual podem participar meninas e meninos a partir de três anos – com acompanhamento dos pais ou responsável, no estacionamento do Center IV. As inscrições podem ser feitas até 72 horas antes do evento, na plataforma Sympla.

O kit do evento é composto por camisa temática, squeeze, número de peito e, somente para as corredoras, o chip de quilometragem para ranqueamento das participantes e para disponibilizar as consultas do tempo de percurso e posicionamento nas redes sociais. Na concentração, as participantes serão recebidas com mesa de frutas e, às 8h, o educador físico Rafael Melo promove uma aula de alongamento. Durante as provas, postos de hidratação serão disponibilizados em diferentes pontos dos percursos e uma ambulância estará à disposição das participantes para qualquer necessidade de atendimento. Ao final do evento, corredoras e caminhantes receberão medalhas de participação e as cinco primeiras colocadas de cada categoria da corrida serão premiadas no pódio.

Além da estrutura que será montada para o evento, o Alphaville Centro Comercial oferece estacionamento gratuito para 600 carros, banheiros, fraldário, bicicletário, além de lojas e um circuito gastronômico diversificado, com restaurantes e casas especializadas em produtos gourmet e saudáveis, cujos menus vão da tradicional comida mineira à culinária internacional de vários países como Alemanha, Japão, Itália, entre outros.

Serviço:

2ª Corrida e Caminhada Feminina Alphaville

Data: 17 de março de 2019 – das 8h às 12h.

Local: Alphaville Centro Comercial – Lagoa dos Ingleses – Nova Lima

Categorias:

– Corridas: 6K e 11K – mescla trechos de asfalto com trail run.

– Caminhada: 3k

– Corrida Kids

Inscrições: até 72 horas antes do evento, na plataforma Sympla (https://www.sympla.com.br/2-corrida-e-caminhada-feminina-alphaville__448745).

– As inscrições são pessoais e intransferíveis.

– Na corrida e caminhada, as participantes devem ter 16 anos.

– Abaixo dessa faixa etária é necessário consentimento assinado por pais ou responsável.

– Participantes acima de 60 anos têm 50% de desconto nas inscrições.

Valores das inscrições:

Corrida: R$ 70,00 (até dia 01/03)

Caminhada: R$ 30,00 (até dia 28/02)

Kids: R$ 30,00 (até dia 11/03)

Corrida idoso: R$ 35,00

Caminhada Idoso: R$ 15,00

Kit: Camisa do evento + Squeeze + Número de peito + Medalha de participação + Chip de cronometragem de tempo (somente para as corridas de 6K e 11K).

Entrega dos kits:

– 15/03 – 10h às 18h: Jasper Mountain Hardwear – Loja Vila da Serra (Alameda Oscar Niemeyer, 1033 – Portaria 3 – sala 526 – Vila da Serra – Nova Lima

– 16/03 – 9h às 14h – SBR Café – Alphaville Centro Comercial – Lagoa dos Ingleses – Nova Lima (Center IV – loja 108)

Mais informações: comunicacao@alphavillemall.com.br.

Alphaville Centro Comercial

Funcionamento salas e lojas: 10h às 18h

Funcionamento restaurantes: de segunda a sábado das 12h às 22h e domingos das 12h às 18h.

Endereço: Avenida Picadilly, 155 – Alphaville Lagoa dos Ingleses – Nova Lima

Telefone: (31) 3547 3100

Mais informações: no site e nas redes sociais do Alphaville Centro Comercial.

www.facebook.com/alphavillecentrocomercial/

instagram: alphavillecentrocomercial

revista exclusive

O que significa fazer algo como uma garota?

Campanha publicitária tenta mudar a percepção das pessoas sobre fazer as coisas “como uma menina”. Assista!

Campanha publicitária tenta mudar a percepção das pessoas sobre fazer as coisas "como uma menina". Assista!

“Isso é coisa menina”, “Não faça isso, parece uma menina”… Provavelmente você já ouviu alguma dessas expressões. Mas o que, afinal, é coisa de menina ou de menino? Uma marca de absorvente lançou, no ano passado, a campanha publicitária: “Like a Girl” (“Como uma garota”, em português), que propõe por fim em alguns estereótipos.

Em um filme de três minutos, criado pela agência Leo Burnett, garotos e garotas de diferentes idades encenam situações descritas como: correr, lutar e jogar bola como uma menina. Os resultados das gravações são cenas exageradas, que quando interpretadas por adolescentes, principalmente os meninos, ficam ainda mais estereotipadas. Por outro lado, quando as meninas mais novas encenam a mesma situação, elas mostram um comportamento totalmente confiante e revelam, ainda, força e determinação feminina em suas ações.

O vídeo prova que, para boa parte dos jovens, fazer algo “como uma garota” é considerado um insulto, já que a expressão é usada como uma forma de humilhar ou diminuir alguém. De acordo com um estudo realizado pela Research Now, também a pedido de Always, esse conceito equivocado surge no início da adolescência, entre os 10 e 12 anos, depois que garotas já se cansaram de ouvir que atividades feitas de forma insatisfatória são feitas “como uma garota” faria.

Nos últimos minutos do vídeo, a marca incentiva os adultos que participaram da audição a refletirem sobre a atuação que fizeram, e pede que, dessa vez, mostrem como seria ‘agir como uma garota’ sem pensar em estereótipos. Vale a pena assistir!

Encontre as melhores academias no body ticket
Encontre as melhores academias no body ticket

Peloton Tread

Peloton: a startup dos equipamentos de academia inteligentes

Com a ideia de estimular exercícios dentro de casa, a marca americana vende esteiras e bicicletas com telas que exibem treinamentos ao vivo com instrutores

A Peloton, uma startup de fitness em casa, pode parecer uma modinha como qualquer outra no mundo das marcas de tecnologia e estilo de vida que vende a ideia duvidosa de inovação a preços milionários.

Seu primeiro produto, uma bicicleta de spinning de aço escovado conectada à internet e equipada com uma tela de 56 centímetros, custa US$2 mil, e você ainda tem que pagar US$39 por mês pelo conteúdo a que vai assistir.

O próximo ato extravagante da Peloton tem um preço ainda mais alto: no International CES Show em Las Vegas, em janeiro, a empresa exibiu sua esteira.

Chamada Peloton Tread, levou quase dois anos para ser desenvolvida e começará a ser vendida no segundo semestre.

Seu design utiliza materiais exóticos, som surround, um piso que desliza suavemente sob seus pés e uma tela de 81 centímetros.

O preço: 3.995 dólares, valor principesco se comparado às mais simples, que podem custar cerca de 500 dólares.

Qualquer empresa que queira vender uma esteira de 4.000 dólares obviamente está de olho em uma clientela de alto nível. Mas antes que o desgosto proletário o faça ignorá-la, há algo mais profundo que vale a pena ser analisado sobre a Peloton, seu fã-clube de fanáticos e o que seu caminho incomum para o sucesso pode prever para o futuro do mercado de aparelhos.

Em uma indústria dominada por aplicativos de smartphone, serviços em nuvem e imitações baratas, as empresas de hardware trabalharam duro para poder crescer.

A Peloton disse ter alcançado quase 400 milhões de dólares em vendas no ano passado, sendo que, em 2016, esse valor foi de aproximadamente 170 milhões de dólares, e afirmou que pode se tornar rentável este ano. Conseguiu esse feito com uma percepção poderosa: o aparelho não é tão importante quanto o serviço.

A Peloton não vende apenas um simples hardware. Em vez disso, gastou dezenas de milhões de dólares para criar uma experiência convidativa, completa, com celebridades como embaixadoras da marca e espaço em lojas sofisticadas.

No núcleo do negócio existe um serviço on-line sedutor: sente-se na bicicleta, ligue a tela e conecte-se instantaneamente com aulas ao vivo, adaptadas às suas preferências e habilidades atléticas. É como ter um personal trainer que vem à sua casa quando você quiser.

“Criamos uma experiência que as pessoas adoram”, disse John Foley, um dos fundadores e executivo-chefe da Peloton.

Com sua esteira, a empresa deseja abocanhar o filé mignon da indústria mundial de fitness. O caminho é difícil; muitas startups de hardware começaram a enfrentar problemas ao tentar transformar o sucesso inicial em permanência no mercado.

A Peloton – que arrecadou quase 450 milhões de dólares de vários investidores, incluindo a Wellington Management and Fidelity, com uma avaliação de 1,25 bilhão de dólares – certamente enfrenta dificuldades em vender sua esteira.

A ideia é a venda em prestações, com um valor mensal de 149 dólares, que a coloca no mesmo nível de uma academia sofisticada, mas mesmo assim, ainda caro para muitas pessoas.

A esteira também é maior e mais barulhenta que a bicicleta, o que pode fazer com que seja pouco interessante para quem mora em apartamento.

E o marketing pode ser complicado. A empresa diz que a esteira é mais adequada para um trabalho corporal completo, no estilo de campos de treinamento, não tanto quanto o de uma academia. Ou seja, não é só para correr – ideia difícil de vender em se tratando desse tipo de equipamento.

Porém, pense em como a Peloton revolucionou a bicicleta de spinning. As pessoas tentam reinventar máquinas de fitness em casa há muito tempo, mas, desde a NordicTrack até a Bowflex, a maioria desses dispositivos comete o mesmo erro fatal: a novidade passa, a culpa cresce, e logo só o que sobra é uma pilha de roupas caras para lavar.

A Peloton resolve o problema da novidade da mesma forma que o Netflix: criando uma programação imperdível. Suas aulas, que são transmitidas de um estúdio em Manhattan, recriam fielmente a atmosfera de uma sessão descolada de spinning. A experiência é comunitária e interativa, pois enquanto pedala, pode se comparar aos outros participantes.

Porém, ao mesmo tempo, também é mais íntima e personalizada. A empresa produz mais de uma dúzia de aulas todos os dias com durações variadas, feitas sob medida para cada estilo de treino.

Os instrutores são filmados em close, e muitas vezes gritam o nome e falam sobre o desempenho de quem pedala em casa, como um incentivo direto. A ligação entre o instrutor e o usuário é tão profunda que os primeiros se tornaram o tipo de celebridade de redes sociais que são assediadas na rua.

“Quando a endorfina está bombando e você entra na casa das pessoas de três a sete vezes por semana, há uma familiaridade real que vai crescendo – e então, sim, é interessante quando as pessoas me param no supermercado para cumprimentar”, afirma Robin Arzon, vice-presidente de programação de fitness e instrutor chefe da Peloton.

Se isso parece ser exagero, você está certo: o culto à Peloton existe de fato.

Aquela amiga chata que não para de falar que virou adepta do SoulCycle? Os fãs da Peloton são assim, só que mais insistentes, porque também falam sobre sua conveniência – dá para fazer a qualquer momento, sem reserva prévia, sem ter que sair de casa, com a roupa que quiser.

Também gostam de mencionar que economizam: se você fizer as aulas três vezes por semana durante um ano, vai pagar cerca de US$16 cada uma no primeiro ano, mais barato do que as aulas em muitas academias.

“Mais de 95 por cento das bicicletas que já vendemos ainda estão pagando as assinaturas”, disse Foley.

E eis aqui uma confissão: eu sou um deles. Depois de ouvir três pessoas diferentes na indústria de tecnologia elogiando a bicicleta no ano passado, pedi que a Peloton me enviasse uma para uma matéria e para descobrir por que tanto sucesso.

Após três semanas, não conseguia parar. Liguei para a empresa e forneci meu número de cartão de crédito. E desde então, tenho me dedicado assiduamente.

O único problema com a bicicleta de spinning é que ela não oferece um treinamento completo. Essa modalidade é, por natureza, um exercício aeróbico para a parte inferior do corpo, mas há um público muito maior de pessoas que querem um treino de corpo inteiro que combine musculação e aeróbica.

É essa a ideia por trás da esteira.

“Achamos que só metade do treino será na esteira. Você vai começar com um pouco de corrida leve, talvez umas mais rápidas, daí sai para fazer flexões, pranchas, agachamentos. Então volta para o aparelho e recomeça o ciclo. Quando terminar, 40 minutos terão se passado, 700 calorias foram queimadas e todo seu corpo vai se sentir energizado”, disse Foley.

Encontre as melhores academias no body ticket
Encontre as melhores academias no body ticket

Bioimpedância para funcionários da sua empresa

O exame de BIOIMPEDÂNCIA avaliação com alta precisão a composição corporal. É o exame mais preciso para avaliação da composição corporal de acordo com o Consenso Latino Americano de Obesidade. 
O melhor é a rapidez e praticidade para realizar esse exame. Após o exame você tem todos resultados, sem picadas de agulhas ou qualquer outro desconforto. 
O exame de bioimpedância em BH é realizado em atendimento domiciliar. 
A Bioimpedância Elétrica ( Bioelectrical Impedance Analysis ou BIA ) é um sistema de avaliação da composição corporal. 

Através deste sistema consegue-se medir.

O aparelho calcula:

01 Real % Gordura Corporal e Peso Gordura
02 % de massa magra e massa magra corporal
03 % Água Corporal (hidratação correta do corpo)
04 Taxa Metabólica Basal (TMB) – Quanto você gasta em calorias por dia.
05 Gasto energético atividade aeróbica
06 Gasto energético atividade anaeróbica.
07 Balanço calórico total.
08 frequência cardíaca segura atividade aeróbica.
08 Sugestão de dieta para acompanhamento de um profissional de nutrição.
10 Valores de Impedância de 50kHz

Este sistema consiste na passagem de uma corrente elétrica de baixa intensidade (500 a 800 µÄ) e de alta freqüência (50 kHz) através do corpo, sendo esta corrente imperceptível. 

Os tecidos magros (sem gordura), são altamente condutores por conterem grande quantidade de água e eletrólitos, sendo portanto um meio de baixa resistência elétrica.

Gordura e ossos são maus condutores, oferecendo maior resistência elétrica.

A impedância corporal é a resistência corporal a passagem de uma corrente elétrica, sendo a unidade de medida da mesma feita em Ohms (?). 

Quanto maior a quantidade de água contida no corpo, mais facilmente a corrente elétrica irá passar. 

O que os resultados da Bioimpedância significam?

Gordura: a gordura representa a energia armazenada no corpo. Todos precisam de gordura no corpo, mas é importante não exceder um limite saudável, principalmente as gorduras que indicam comorbidades, como o excesso de gordura visceral . De uma maneira geral as mulheres possuem maior porcentagem de gordura distribuída pelo corpo do que os homens.

Massa Sem Gordura (MSG): este valor é, literalmente, o que restaria se toda a gordura corporal fosse removida, muitas vezes também chamada de Massa Magra do corpo (MM). Esta massa contém os músculos, os ossos e a água corporal.

Água Corporal Total (ACT): literalmente, a soma total da água no copo. Desde de que a gordura tem essencialmente 0% de água, a ACT está inteiramente contida dentro da MSG. A hidratação, de uma forma geral, é um importante marcador de saúde.

Massa Magra Seca (MMS): MMS é aquilo que restaria se 100% da água fosse extraída da massa sem gordura (MSG). Em outras palavras: MMS = MSG – ACT.

Água Intra-Celular (AIC): esta é a porção da Água Corporal Total que está localizada dentro das células do corpo. A hidratação intra-celular é um importante indicador de saúde.

Água Extra-Celular (AEC): esta é a porção da Água Corporal Total que está localizada fora das células do corpo. Exemplos onde é encontrado AEC incluem, mas não são limitados a: plasma sanguíneo, fluido espinhal, fluidos das juntas, um edema.

Peso Desejado: ou peso ideal, pode vir de uma decisão entre o paciente e o profissional da área de saúde, ou pode ser apontado automaticamente pelo software de composição corporal, que a partir dos dados de entrada e um conjunto de equações matemáticas para este fim, calcula um peso ideal. O primeiro método é o preferido em nosso consultório, pois resultou de uma consulta médica e nutricional detalhada.

Índice de Massa Corporal (IMC): O IMC de uma pessoa é igual ao seu peso em quilogramas dividido por sua altura em metros elevado ao quadrado. O IMC é comumente usado como um indicador para a magreza, sobrepeso e obesidade (clique em IMC para saber mais). Contudo é importante notar que alguém com “sobrepeso” pode não necessariamente estar com “excesso de gordura”. Uma pessoa sedentária, consumidora de calorias em excesso pesando 85Kg e medindo 1,70m e outra pessoa fisiculturista pesando 85Kg e medindo 1,70m terão exatamente o mesmo IMC. São casos como este que demonstram a importância da avaliação da composição corporal através da análise de bioimpedância!

Taxa Metabólica Basal (TMB): a Taxa Metabólica Basal representa o número de calorias que uma pessoa irá usar por dia, pelo simples fato de estar viva, sem praticar nenhum exercício físico e sem ingerir nada (exemplo: deitado em uma cama e apenas respirando). Seria o equivalente ao combustível necessário para manter um carro ligado parado em ponto morto.

Gasto Diário de Energia (GDE): de uma maneira geral as pessoas não ficam deitadas o dia inteiro em uma cama, fazendo nada além de respirar. Para se estimar quantas calorias uma pessoa na verdade queima em um dia (GDE), é feito um cálculo (a partir do software de composição corporal) utilizando-se a Taxa Metabólica Basal (TMB) mais a energia gasta de acordo com o seu “nível de atividade física diária”.

Ângulo de Fase (AF): matematicamente, o ângulo de fase é o arco-tangente do valor da reatância sobre a resistência, que é medido em graus. Vários estudos já foram feitos relacionando-se o ângulo de fase da bioimpedância com fatores relacionados a saúde humana, incluindo condições de sáude de pacientes acamados [5].

Para fazer essa avaliação, o examinado deve deitar calmamente de costas e não fazer movimentos durante o teste. Dois eletrodos do tipo “adesivo” são colocados no punho e dois no tornozelo, em um dos lados do corpo. Os pontos de localização dos eletrodos devem ser desengordurados (com álcool). Os membros superiores não podem tocar o tronco e os membros inferiores não podem estar encostados.

Relatório completo 7 paginas entregue após cada exame.

  1º – 350 Exames 50,00 cada

  2º – 125 Exames 80,00 cada

  3º – 70 Exames 110,00 cada

Capacidade de realizar 20 exames por dia. 08:00 as 12:00 e 13:00 as 17:00

Outro ponto, vocês fazer esse serviço em outras cidades fora de Minas Gerais? marcando com antecedência temos sim.

ps: no link a baixo real valor do exame para basear no que foi dado de desconto nos valores acima.
https://bodyticket.com.br/academias/bioimpedancia-tetrapolar-em-bh/planos

Muito Obrigado.

➡️Graduado em Educação Física EEF-UFMG Bacharel e licenciatura Cref 02083#-G/MG
➡️Fisiologia do exercício pela UFMG
➡️Exercício e o Coração pela Associação Médica de MG https://www.bodyticket.com.br

bodyticket@bodyticket.com.br

WhatsApp  55 31 995.061.099

exame Bioimpedância para funcionários da sua empresa