O que leva as pessoas as academias

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×
O que leva as pessoas as academias 278x300 - O que leva as pessoas as academias
O que leva as pessoas as academias

Captura de Tela 2017 12 14 às 20.12.12 300x168 - O que leva as pessoas as academias

CADASTRE SUA ACADEMIA NO BODY TICKET, E OBTENHA SUAS VENDAS ON-LINE. TUDO MUITO FÁCIL E SEGURO CONFIRA AQUI.

Nesses tempos modernos de hoje, a vida tende a ser pouco saudável, devido ao ritmo que as pessoas seguem diariamente provocando estresse e outras coisas, essa situação ainda é mais grave porque as pessoas se alimentam inadequadamente e não praticam exercícios físicos com regularidade. Com isso podemos dizer que a qualidade de vida fica comprometida.

Apesar disso notamos, porém que cada vez mais as pessoas de diversas idades e ambos os sexos procuram por academias, essas são recursos para as populações urbanas, que as procuram por diversos motivos.

De acordo com Marinho e Gulielmo foi a partir da década de 70 que aconteceu a expansão das academias. A crescente aderência às atividades oferecidas nas academias tem motivos e fatores variados.

Não podemos deixa de enfatizar que a mídia é uma grande colaboradora para essa crescente procura, pois revistas, televisão e outros meios de comunicação estão sempre divulgando a cultura de um corpo perfeito. Também não devemos deixar de salientar que a população tem se importado bastante sobre os benefícios da pratica de exercícios físicos regulares.

Para Saba, a atividade é benéfica tanto no aspecto biológico, como também no nível psicológico.

Os efeitos positivos sobre os aspectos psicológicos originam do prazer que se é obtido na atividade realizada. Podemos então dizer que a motivação é um fator essencial para o desempenho do aluno nas academias.

Donizete, nos diz que qualquer que seja a tarefa a ser realizada, a motivação é o elemento fundamental no processo finalizador ou no fracasso do alcance total do próprio objetivado.

Baseando nisso podemos dizer que se matricular em uma academia e iniciar uma atividade física não é a parte mais difícil. O estímulo de uma novidade a busca por um objetivo é bastante gratificante, mas nem sempre é tão fácil conseguir se manter fiel a prática de atividade física, as que se determinam a isso são regidas por fortes motivos.

Segundo Paim, motivação é um termo que abrange qualquer comportamento dirigido para um objetivo que se inicia com um motivo, esse provoca um determinado comportamento para a realização do que se foi objetivado, sendo assim indivíduos diferentes podem praticar a mesma atividade, só que animados por razões incomuns.

Apartir disso podemos dizer que o interesse desse estudo se fundamentou no intuito de verificar os principais fatores motivacionais que tem levado as pessoas a procurarem por academias. Sabemos também como foi situado por Donizete que a motivação é totalmente individualizada e diferenciada em sua complexidade, então o presente estudo não tem como objetivo criar um padrão motivacional, vendo que isso seria impossível.

O que leva as pessoas as academias

Objetivos

Objetivo geral

Identificar os principais fatores motivacionais que levam as pessoas a procurarem por academias para a prática de atividade física.

Objetivo especifico

Aplicar um questionário nos alunos praticante de exercício físicos em academias.

Verificar os principais fatores motivacionais que leva a sua pratica.

Revisão de Literatura

1. Efeitos Benéficos da Atividade Física / Exercício Físico

Em uma visão contemporânea, pode-se considerar que a Educação Física vem estudando o ser homem em um contexto de cultura corporal de múltiplas possibilidades, na pratica de atividade física sistematizadas e direcionadas, para a educação, desporto, estética e saúde, entre outras. (BOCHA & BERESFORD 2003).

Atividade Física, faculdade de operar movimentos, exercita-se, enciclopédia encarta 200.

Atividade Física é um conjunto de atividade metódicas e relacionais, que se integram ao processo de educação, visando o pleno desenvolvimento do aparelho locomotor, bem como o desempenho normal das grandes funções vitais e relacionamento social (TOSCANO, 1974) citado por Siqueira 2002.

A atividade física mesmo que involuntariamente ou rotineira é sempre importante na vida, pois proporciona uma melhor qualidade de vida (SIQUEIRA 2002).

Segundo Matsuda e Matsuda (2000), a atividade física é importante no controle do peso e gordura corporal, podendo contribuir na prevenção e controle de algumas condições clinica associado a estes fatores, como doenças cardiovasculares, o diabetes, hipertensão, AVC, artrite, apneia do sono, prejuízo da mobilidade.

A atividade física é, sem dúvida, um meio de alcançar melhor qualidade de vida, como nos diz Guiseline, apud Pereira (1996), firmando que: “as experiências e as evidências cientificas demonstram que a atividade física é a parte integrante da vida humana, e o homem necessita de pelo menos um pouco dessa atividade para manter-se orgânica e emocionalmente sadio. A federação Internacional de Educação Física, citada por Pereira (1996), caracteriza a atividade física da seguinte forma”. A atividade física é hoje considerada um meio educativo privilegiado, porque abrange o homem na sua totalidade. O caráter de unidade da educação, por meio das atividades físicas, é recomendado universalmente.

Atividade física é qualquer movimento do corpo, produzido pelo músculo esquelético que resulta em um incremento do gasto energético, exemplo subir escada. Exercício físico é uma atividade física planejada e estruturada com propósito de melhorar ou manter o condicionamento físico.(CONSENSO LATINO AMERICANO 2000,CITADO POR MARTUS 2001).

De acordo com Oliveira e Furtado (1999), o exercício físico regular promove contribuições para o envelhecimento saudável.

Para Batista e Cols(2003), atividade física é definida como qualquer movimento corporal de corrente de contração muscular com dispêndio energético acima do repouso.

Os exercícios físicos só trarão benefícios para as pessoas se realizados de forma correta.

De acordo com Santarém (1999) a atividade física se distinguem-se pelo tipo de grau de aptidão estimulada mas não pelo o efeito na saúde as pessoas.

2. Motivação

Motivo ou motivação refere-se a um estado interno que pode resultar de uma necessidade. É descrito como ativador, ou despertador, de comportamento geralmente dirigido para a satisfação da necessidade instigadora. Motivos estabelecidos principalmente pela experiência são conhecidos simplesmente como motivos. Aqueles que surgem para satisfazer necessidades básicas relacionadas com a sobrevivência e derivados da psicologia são geralmente chamados de impulsos (DAVIDOFF 2004:325).

É difícil definir exatamente o conceito de motivação, uma vez tem sido utilizada com diferente sentido. De modo geral, motivo é tudo aquilo que impulsiona a pessoa a agir de determinada forma ou, pelo menos, que dá origem a uma propensão a um comportamento específico. Esse impulso à ação pode ser provocado por um estimulo externo (provido do ambiente) e pode ser também gerado internamente nos processos mentais do individuo (CHIAVIENATO 1997:82).

Motivação pode ser descrita como a força motriz interna dos indivíduos que os impele à ação. Esta força produzida por um estado d tensão, que existe em função de uma necessidade não satisfeita. Os indivíduos se esforçam tanto consciente quanto inconsciente para reduzir esta tensão através do comportamento que eles esperam que vá satisfazer suas necessidades e, portanto, aliviá-lo do estresse que sentem (SCHIFFMAM & KANUK, 2000:60).

Não importa o tipo de tratamento que se pretende desenvolver em um individuo o caminho motivacional será sempre o de suas necessidades pessoais, sejam elas físicas, espirituais, política estéticas, econômicas. (FEIJO, 1998:162).

Metodologia

O tipo de metodologia deste trabalho é pesquisa de campo com revisão literária.

Este estudo propõe-se a analisar os principais fatores motivacionais que levam as pessoas a buscarem por atividades físicas em academias.

O estudo foi desenvolvido em apenas uma etapa, onde foi feita uma pesquisa de campo realizada em uma Academia X, na cidade de caratinga em Minas Gerais, onde um questionário foi usado como instrumento de pesquisa. Questionário apresentado da forma abaixo.

A população alvo do estudo foi formada por uma amostra de oitenta e três alunos regularmente matriculados nas diversas atividades oferecidas nessa academiada cidade de caratinga/MG, com idade de 18 a 36 anos e de ambos os sexos.

Os dados foram devidamente coletados pelos pesquisadores durante três dias, procurando assim um número maior de amostra e mais próximo do público total freqüente da academia.

Discussão dos resultados

Fatores motivacionais que levam as pessoas a procurarem por academias para a pratica de atividade física.

Os resultados indicaram que os fatores motivacionais mais relevantes para a procura das pessoas por academias são: Estética com (50,60%) da preferência, seguido de condicionamento físico geral com (31,30%), Saúde (14,40%), Profilático (2,40%), lazer (1,30%) os outros fatores (Terapêutico, preparação física, e alto rendimento) não foram citados pelos nossos entrevistados.

A partir das informações coletadas podemos observar que 50,6% das pessoas optaram pelo fator motivacional que corresponde a estética corporal.

Saba (2001) em seu estudo já apontava a estética corporal como um dos objetivos principais da procura por academias, ficando assim evidenciado que a uma grande busca das pessoas por um corpo bonito.

Costa (2003) refere-se a busca pela pratica de exercícios físicos pelas pessoas pelas motivações estéticas ou pela melhoria da saúde.

Klein e Silva (2003), nos dizem que os indivíduos diferencialmente ao procurarem por uma academia têm objetivos diversificados da estética corporal (emagrecimento, ganho de massa, ente outros).

O condicionamento físico geral ocupou a segunda colocação de nossa pesquisa com 31,30%.

Segundo Viana (2003:334), condicionamento físico é o estado de desenvolvimento físico apresentado por ima pessoa, dos hábitos higiênicos que possuem e do nível de treinamento realizado.

Rocha e Pereira (1998) apud Klein e Silva (2003), analisando estas mesmas questões obtiveram em seus resultados o condicionamento físico como fator motivacional predominante, acompanhado em segundo lugar de questões estéticas.

14,40% das pessoas entrevistadas optaram por saúde com principal fator motivacional.

Segundo Goldy (2000:17/18) o ser humano em sua preocupação de ter o corpo perfeito, tem esquecido da saúde deve ser acompanhada de qualidade de vida fazendo assim da atividade física um instrumento para isso, a sua prática ajuda na prevenção e aparecimento de doenças.

Segundo Vargas (1991) apud Magro (1999) as pessoas conscientes ou não praticam atividade física como um meio de atingir uma melhor condição de vida.

Os fatores referentes à profilaxia obtiveram 2,40%. Profilaxia segundo (Dicionário Aurélio, 2001) é o emprego de qualquer procedimento ou agente para evitar instalação ou propagação de doença.

De acordo Nahas (2001), citado por Santos os exercícios físicos podem trazer benefícios profiláticos.

Segundo Santarém (2002), existem relações entre exercícios físicos e doenças humanas nos aspectos profiláticos e terapêuticos.

Carvalho (2002), nos diz que a pratica regular de atividade física reduz diretamente o risco para desenvolver doenças crônicas degenerativas.

Com apenas 1,20% das opiniões, ficou a opção lazer. Para (Yepes 2001), a pratica de atividades durante o tempo livre proporciona descanso e participação social voluntária permitindo que se desenvolva a personalidade, assim como a capacidade criadora por meio de atividades desportivas e socioculturais.

Para Asumpção e Fontoura (2002) parâmetros subjetivos (bem estar, felicidade, amor, prazer) e objetivos (satisfação das necessidades básicas e das necessidades criadas pelo grau de desenvolvimento econômico e social de determinada sociedade alimentação, acesso a água potável, habilitação, trabalho, educação, saúde e lazer ) se integram dentro da cultura para constituir a noção contemporânea de qualidade de vida.

Os fatores motivacionais referente às opções (terapêutica, alto rendimento, e preparação física) não foram citados por nenhum de nossos entrevistados.

Furtado (1999) nos diz que as recomendações de exercícios devem se basear nos estilos de vida associados a cada individuo.

Para Paim (2003), é importante conhecer os motivos que levam as pessoas a praticarem atividade física é de fundamental importância para nós enquanto profissionais de educação física, pois através disso saberemos agir de acordo com suas necessidades.

Bach e Beresford (2003) nos falam, que o profissional tem o papel de interventor em qualquer que seja o objetivo queira alcançar, possibilitando que este atinja sua meta.

Conclusão

Concluímos ao final deste estudo que o fator que tem mais levado as pessoas a procurarem a academia X para pratica de atividade física foram os fatores estéticos. Esse fato pode ser explicado pela valorização do corpo, ou seja, o culto do corpo perfeito nos dias atuais.

Não podemos, porem levar esse resultado como padrão geral de motivação por isso seria impossível.

Cabe a nós como profissionais saber identificar esses fatores que se diferem entre os alunos, para que possamos realizar um bom trabalho e satisfazer nossos alunos.

Captura de Tela 2017 12 14 às 20.11.31 300x165 - O que leva as pessoas as academias

CADASTRE SUA ACADEMIA NO BODY TICKET, E OBTENHA SUAS VENDAS ON-LINE. TUDO MUITO FÁCIL E SEGURO CONFIRA AQUI.

CADASTRE COMO ALUNO E OBTENHA DESCONTOS E VANTAGENS

Deixe uma resposta